quinta-feira, 20 de janeiro de 2011

Review - Green Smoke (Ashes Of Hash)

Green Smoke (Ashes Of Hash)
(2010, Sanatório)

O projeto Ashes Of Hash nasceu em Nova York decorria o ano de 2008 e o seu autor prefere o anonimato, permitindo que o mais importante seja somente a música. A sua estreia em termos de gravação ocorreu logo um ano depois com a edição, via Sanatório Prod., do EP homónimo. Green Smoke é o segundo registo e falar dele torna-se difícil. Os Ashes Of Hash, cuja principal temática é rock 'n' roll feito e para ser ouvido sobre o efeito de haxixe, produzem um rock instrumental (pontualmente com curtas declamações), alucinante (ou deveríamos dizer alucinogéneo?) com fortes doses de psicadelismo e noise pelo meio. A batida é lenta e contemplativa, mas é nas ondas sísmicas provocadas por uma distorção subtil e atípica das guitarras que as diversas ambiências se vão desenvolvendo. Alternativo será uma boa designação. Na mesma linha de um pós-rock imaginativo e dissonante poderemos encontrar os nacionais Riding Panico ou Catacombe, mas os nova-iorquinos conseguem ainda soar mais enigmáticos, ambiciosos e, claro, difíceis de catalogar; mais estranhos, se preferirem. No entanto, Green Smoke é composto por um excelente conjunto de temas, que, depois do fumo assentar, deixam ver muita criatividade e dinâmicas muito interessantes. Como referência, apontamos … And If I Die, I Wanna Her By My Side, uma das faixas com uma base mais forte (pelo menos numa secção do tema) e que sobre ela se desenvolvem ritmos étnicos; ou It’s A Zombie Invasion, Baby, onde as linhas iniciais jazz/country são, a dado momento, de tal forma electrificadas que chegam a provocar algo parecido com uma… electrocussão que nasce em ritmos industriais, se prolonga por um solo hard rock e termina em bases acústicas que se depositam debaixo de uma guitarra eléctrica em sofrimento. Este é um dos temas onde aparecem alguns apontamentos vocais sob a forma de declamações. E é, também, onde mais se nota a confluência estilística e espiral de sentimentos em que vive a quase totalidade de Green Smoke, um álbum de degustação lenta, que obriga a alguma ginástica mental para se perceber toda a sua envolvência. Mas depois… vicia!

Tracklisting:
1. Deep Pression
2. Tech No Logy
3. Kubla Kan
4. In Her Arms
5. … And If I Die, I Wanna Her By My Side
6. It’s A Zombie Invasion, Baby
7. Between Smoke, I Will Leave This World
8. No One Had A Bad Trip

Internet:

Sem comentários: