terça-feira, 7 de agosto de 2012

Review: I Am Anonymous (Headspace)

I Am Anonymous (Headspace)
(2012, InsideOut)

Headspace é a nova banda do teclista Adam Wakeman, músico que tocou com Ozzy Osbourne e I Am Anonymous é o longa duração de estreia. Trata-se de um trabalho longo de rock progressivo que baseia toda a sua génese em nomes como Rush, Yes ou Genesis, sem descurar a ala mais metálica do género, nomeadamente através dos Dream Theater. As ligações ao progressivo estendem-se, no entanto, muito para além da música: Adam Wakeman é filho do teclista dos Yes, Rick Wakeman; o vocalista é Damian Wilson dos Threshold; o baixista Lee Pomeroy tem ligações a Steve Hacket, It Bites e Rick Wakeman. E apesar de estarmos em presença de um projeto liderado por um teclista (pelo menos aparentemente), este é um trabalho com muita guitarra. Melhor, este até é um registo sem uma linha musical muito bem definida. Há imensas variações estilísticas e rítmicas, mesmo dentro dos próprios temas; há momentos pesados (Die With A Bullet), há baladas praticamente só com piano (Soldier), há órgão de igreja e coros quase religiosos (In Hell’s Name), há prog dreamtheateriano (secção em Daddy Fucking Loves You), há pianos emotivos (Stalled Armageddon), há muitas passagens acústicas (em Daddys Fucking Loves You ou Invasion). Por outro lado, aqui não há espaço para demonstrações egoístas de técnica apurada. Há um enorme sentido de canção, onde todos colaboram para a criação das atmosferas mais adequadas. Os temas são, como convém, bem esticados no tempo, com exceção de Soldier, com destaque para os épicos Fall Of America e Daddy Fucking Loves You. Para apurar fica se este projeto irá continuar ou se se trata de uma experiência única. Importa é realçar que os fãs de progressivo (seja de rock, seja de metal) não devem deixar escapar este disco.

Tracklist:
1. Stalled Armageddon
2. Fall of America
3. Soldier
4. Die With A Bullet
5. In Hell's Name
6. Daddy Fucking Loves You
7. Invasion
8. The Big Day

Line-up:
Adam Wakeman – teclados
Damian Wilson – vocais
Pete Rinaldi – guitarras
Lee Pomeroy – baixo
Richard Brook – bateria

Internet:

Edição: InsideOut

Sem comentários: