Review: Void (Beardfish)

Void (Beardfish)
(2012, InsideOut)
 
Nesta altura do campeonato, já os Beardfish não têm nada a provar a ninguém. Void é o seu novo trabalho e sucedo ao excelente Mammoth do ano passado. E mais uma vez, a banda sueca volta a reinventar-se, recusando a repetição e a previsibilidade.  Por isso, Void é um trabalho diferente. Sem largar definitivamente a sua forte costela prog, neste disco nota-se que a banda endurece um pouco o seu som, tornando-o a espaços mais negro e denso. Isso nota-se particularmente em temas como Voluntary Slavery e This Matter Of Time, esta uma das faixas mais empolgantes com grandes riffs e uma bateria a varrer logo na abertura. Nestes temas, os Beardfish constroem, na realidade, temas de puro metal. Mas os grandes momentos surgem em Seventeen Again e Where The Lights Are Low, a primeira uma peça instrumental de forte componente jazzística verdadeiramente deliciosa e a segunda um quente fecho que incorpora um envolvente sentimento bluesy. Ainda antes há tempo para dois temas calmos e estruturalmente sensacionais como são os casos de Ludvig & Sverker e He Already Lives In You, com o Hammond em forte destaque no segundo, bem como para o habitual épico, Note, um tema com quase 16 minutos de duração com início estranhamente eletrónico mas que rapidamente entra nos tradicionais campos prog rock tipicamente seventy, criando ainda zonas de experimentalismo e até minimalismo surpreendentes. Tudo bem condimentado pela habitual excelência na criação e na execução, Void, acaba por ter tudo que os fãs esperam dos Beardfish, não faltando, como sempre, o fator inovador e de ousadia. E será sempre isso que torna o quarteto sueco único.
 
Tracklist:
1     Intro
2     Voluntary Slavery           
3    Turn To Gravel  
4    They Whisper   
5     This Matter Of Mine      
6     Seventeen Again            
7     Ludvig & Sverker             
8     He Already Lives In You                 
9     Note     
10   Where The Lights Are Low         
 
Line-up:
Rikard Sjöblom – vocais e teclados
David Zackrinsson - guitarras
Robert Hansen - baixo
Magnus Östgren – bateria
 
Internet:
 
Edição: InsideOut

Comentários