Review: X (Focus)

X (Focus)
(2012, Wastworld)
 
Os Focus têm uma longa carreira no art rock/rock progressivo. Apontados como a principal referência no género no seu país (Holanda), o quarteto regressou aos grandes álbuns com Focus 8 e Focus 9. X é a continuação desses grandes trabalhos e apresenta um conjunto de 10 temas maioritariamente instrumentais de grande riqueza instrumental, complexidade e transversalidade. A abertura faz-se de forma estonteante e muito rockeira, como se a abertura de um concerto se tratasse em Father Bacchus, onde os sucessivos diálogos flauta/guitarra nos avisam que algo de grande deverá acontecer nos temas seguintes. E, na realidade, acontece. Desde ritmos brasileiros (samba e bossa nova) onde a participação de Ivan Lins a cantar em Birds Come Fly Over (Le Tango) se revela magnifica até estruturas puramente jazz, passando por momentos prog rock, elementos étnicos e medievais criados pela exuberante flauta, de tudo aqui se encontra. E também há momentos mais calmos e introspetivos onde a banda consegue expor, no cerne de toda a sua complexidade, uma latente emotividade. São momentos onde o trabalho de guitarra solo nos remete muito para o trabalho de Ritchie Blackmore nos seus Blackmore’s Night, pela limpidez do som, tranquilidade e beleza melódica. É o exemplo de Victoria e  Message Magique. Por outro lado, Hoeratio com a narração de um poema em latim incorpora um nível de teatralidade raro e Talk Of The Clown entra por terrenos mais clássicos com a flauta a brilhar de forma intensa. O disco fecha com Crossroads, uma épica peça com um monumental trabalho da percussão (muito próximo do samba) e de baixo, em mais um tema com narrações. X é um trabalho extremamente rico e capaz de abranger vários géneros musicais. Um ecletismo assinalável da veterana banda que assim criam um digno sucessor dos seus anteriores bem recebidos trabalhos. Os amantes do rock progressivo não devem perder este trabalho!
 
Tracklist:
1.      Father Bacchus
2.      Focus 10
3.      Victoria
4.      Amok In Kindergarten
5.      All Hens On Deck
6.      Birds Come Fly Over (Le Tango)
7.      Hoeratio
8.      Talk Of The Clown
9.      Message Magique
10.  Crossroads
 
Line-up:
Thijs van Leer – hammond, flauta, vocoder e vocais
Pierre van der Linden – bateria
Menno Gootjes – guitarras
Bobby Jacobs – baixo
 
Convidados:
Ivan Lins – vocais
Berenice van Leer - vocais
 
Internet:
 
Edição: Eastworld

Comentários