Review: Infernal Rock Eternal (Chrome Division)

Infernal Rock Eternal (Chrome Division)
(2014, Nuclear Blast Records)
(4.7/6)

Shagrath é bem conhecido pelo seu trabalho nos Dimmu Borgir e juntamente com outros nomes mais ou menos conhecidos ergueu em 2004 os Chrome Division que atingem a marca de quatro álbuns com este Infernal Rock Eternal. Um potente cruzamento entre um rock ‘n’ roll sujo, caótico e barulhento com stoner rock e até algum metal. Infernal Rock Eternal é um disco altamente frenético, com vozes rasgadas e com as guitarras sempre a intrometerem-se (e bem!) e a sacar solos a partir de qualquer deixa. Se bem que Motörhead e até mesmo White Zombie sejam algumas das referências que vão surgindo aqui e acolá, os Chrome Division não se prendem muito a nome nenhum. Por outro lado, também por aqui surgem alguns momentos acústicos entremeados, a contrastar bastante com a sonoridade genericamente muito suja. O curioso é que, como super-grupo, esperaríamos um pouco mais. Sendo certo que quando as coisas começam a tornar-se algo maçadoras, como acontece em alguns temas, isso é percecionado por este conjunto de músicos experientes e vai daí, introduz-se um solo, uma mudança rítmica ou um riff e tudo se altera. Acontece, no entanto, mais vezes que o desejável. O que acaba por tornar Infernal Rock Eternal um disco bastante desequilibrado com alguns momentos muito bons, outros mais ou menos e outros mais fraquinhos.

Tracklist:
1. Good Morning Riot
2. Endless Nights
3. (She`s) Hot Tonight
4. The Absinthe Voyage
5. Lady Of Perpetual Sorrow
6. The Moonshine Years
7. No Bet For Free
8. On The Run Again
9. Mistress In Madness
10. Reaper On The Hunt
11. You`re Dead Now
12. Ol

Line-up:
Shady Blue - vocais
Shagrath - guitarras
Mr Damage - guitarras
Ogee- baixo
Tony White – bateria

Internet:

Comentários