Review: Saturn (A Tree Of Signs)

Saturn (A Tree Of Signs)
(2014, Chaosphere Recordings)
(3.7/6)

Apenas três temas e dez minutos de música não é, de todo, adequado para se fazer uma análise criteriosa. Este Saturn, novo EP dos A Tree Of Signs sucessor de Salt de 2012 fica, indubitavelmente marcado pela ausência da vocalista e teclista V-Kaos que aqui é substituída por Diana Oliveira. No entanto, em momento algum se pode colocar em causa o trabalho da Diana. De resto essa substituição é o aspeto mais relevante, uma vez que o trio continua a criar o seu doom/stoner gélido e cru com aquele teor maquinal que só uma dupla baixo/bateria conseguem fazer e com a mesma sujidade de antes. A falta de uma guitarra pareceu engraçado no primeiro EP, mas agora começa a sentir-se a sua falta, até porque desta vez nem os teclados de V-Kaos estão presentes. Indiferente a isso o duo base (Alexandre NH Mota e P. Tosher) continuaram a criar aquilo em que acreditam, de onde nasce o EP Saturn um manifesto underground, muito personalizado, é certo, mas de uma audição e compreensão nada fáceis. Os dois primeiros temas (um deles instrumental) são a continuação temática de Salt e é no terceiro, Saturn, que se dá uma explosão de rock cruzado com a belíssima voz de Diana, mantendo sempre aquela áurea setentista e psicadélica a remeter para Black Sabbath ou para os mais recentes Blood Ceremony. De forma genérica sempre se pode afirmar que Saturn é o cartão de apresentação da nova vocalista, porque estilisticamente é a natural sequência da estreia.

Tracklist:
1.      Red II
2.      Red III
3.      Saturn

Line-up:
Diana Silveira – vocais
Alexandre NH Mota – baixo
P. Tosher - bateria

Internet:

Comentários