terça-feira, 14 de fevereiro de 2017

Review: Left Sun (Left Sun)

Left Sun (Left Sun)
(2016, Ethereal Sound Works)
(5.5/6)

A estreia homónima dos portuenses Left Sun é deveras promissora e mostra uma banda que prefere arriscar pisar terrenos criativos e pouco explorados em vez de jogar pelo seguro, ficando bem evidente a sua capacidade criativa, a sua maturidade e a sua personalidade. Numa agradável mistura entre a envolvência de uns In The Woods…, a melancolia ambiental de uns Anathema, o policromatismo experimental de uns The Gathering, as atmosferas progressivas de uns Riverside e mesmo um prog mais intenso e tribal de uns Tool, Left Sun apresenta arranjos inteligentes com grande destreza técnica de todos os elementos. De uma maneira geral, os temas não respeitam o tradicional formato canção, o que torna este conjunto menos imediato e menos easy listening. É, pois, um álbum exigente para quem o executa e exigente para quem o ouve. Assim, vai evoluindo livremente entre guitarras sujas e limpas, entre momentos doces e explosivos, entre arriscadas e inteligentes mudanças rítmicas, entre dinâmicas polirrítmicas, entre breaks sucessivos. Rock, metal e até a libertinagem do jazz ali tão perto. Deixem-se perder, envolver e conquistar por este naipe de 10 temas únicos.

Tracklist:
1.      Water Under The Bridge
2.      Another Earth
3.      Blaze
4.      Skyrim
5.      Shifting Sideways
6.      Feel
7.      Return Interlude
8.      Time Reversal
9.      Concealed Needs
10.  Elysian Hope

Line-up:
Flávio Silva – vocais e guitarras
Rui Salvador – guitarra solo
Eduardo Oliveira – baixo
Artur Jorge – bateria

Internet:

Edição: Ethereal Sound Works    

Sem comentários: