RIP - Malcolm Young (AC/DC) - We Salute You!

Review: 1755 (Moonspell)

1755 (Moonspell)
(2017, Napalm Records/Alma Mater Records)
[6.0/6]

Os Moonspell estão de regresso com 1755, um disco que, pode ler-se no press release, é um disco histórico, rigoroso e sério. Como facilmente se percebe, este é um disco assente numa das páginas mais negras da nossa história enquanto nação, que foi o terramoto que devastou Lisboa a 1 de novembro de 1755. E conhecendo os factos históricos a respeito do acontecimento citado e cruzando-os com a música presente neste disco, é sem dúvida seguro afirmar que este é um disco histórico, rigoroso e sério. Mas falta dizer outra coisa: este é o melhor disco da carreira dos Moonspell. Indiscutivelmente. As orquestrações são bombásticas, os coros são majestosos, o voz de Fernando Ribeiro transparece toda a angústia e sofrimento que a população lisboeta sentiu naquele fatídico dia e Paulo Bragança surge a cruzar o seu fado com essa voz toldada pela desgraça. E tudo em português, num resultado surpreendente a demonstrar que a língua de Camões resulta, como nenhuma outra, em qualquer estilo musical - até no metal! Depois há as guitarras que apresentam um trabalho de classe intemporal ao nível da criatividade e clarividência, há a secção rítmica é pujante e pulsante, mas que também apresenta ritmos percussivos próprios da época e há os teclados e programações que contribuem, não só para engrandecer as composições, como também para as enegrecer! Sim, porque este é um álbum tão negro como qualquer outro da banda nacional, mas este é um negro sentido na forma da nossa história que é, também, a história dos Moonspell.

Tracklist:
1.      Em Nome do Medo
2.      1755
3.      In Tremor Dei
4.      Desastre
5.      Abanão
6.      Evento
7.      1 de Novembro
8.      Ruínas
9.      Todos os Santos
10.  Lanterna dos Afogados

Line-up:
Miguel Gaspar – bateria
Pedro Paixão – teclados, samples, programações, guitarras
Fernando Ribeiro – vocais
Ricardo Amorim – guitarras, teclados
Aires Pereira - baixo

Internet:
Facebook   
Google +   
Instagram   
Myspace   
Soundcloud   
Twitter   
Youtube    

Edição: Napalm Records/AlmaMater Records       

Comentários